Mostrar mensagens com a etiqueta Graças para recordar. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Graças para recordar. Mostrar todas as mensagens

domingo, 3 de maio de 2020

Não sei se devo ficar preocupada ou contente

Na quarta-feira disse aos meus filhos que no domingo se comemorava o Dia da Mãe.

"Quero dar-te um presente!" - disse-me logo o Gonçalo.

"Vais comprar uma garrafa de vinho à mãe?!" - perguntou logo o Francisco.

(não sei o que pensar disto!)


terça-feira, 28 de abril de 2020

Brunch mais caseiro é impossível!

O Gonçalo andava há semanas a dizer que queria tomar um brunch que tivesse panquecas, ovos, bacon... enfim, tudo e mais alguma coisa! Mas como este desejo lhe deu exatamente nesta fase em que estamos confinados às nossas casas e está tudo fechado, e porque também não me apetecia pagar um dinheirão a encomendar um brunch, resolvi pôr as mãos na massa e preparar-lhes uma surpresa.

Fiz bolo, panquecas, ovos mexidos, bacon, havia sumo, leite, pão, doce, nutella, fruta... A ideia era eles fazerem de conta que estavam num hotel (porque o Gonçalo é muito fino e queria um brunch de hotel lol) e levavam para a mesa o que lhes apetecia. Por isso, pus a mesa normalmente e na bancada dispus o "menu".

Eles adoraram :)

É tão fácil fazê-los felizes 😍




terça-feira, 21 de abril de 2020

Balanço do isolamento


Estas fotos são o resumo (mesmo muito resumido) do que tem sido este período de isolamento social. É que apesar de estarmos fechados, nunca como agora estive tão ocupada!

Fora os passeios higiênicos à volta do quarteirão e as idas ao supermercado, temos seguido à risca o recomendado pela DGS, mas não é por estarmos em casa que não temos com que nos entreter. Temos feito bolos, como a grande maioria dos portugueses, experiências da Science4You que tínhamos para aqui há imenso tempo, já jogámos uns 30 mil jogos de tabuleiro, brincamos às escondidas, jogamos às cartas... enfim, temos aproveitado o tempo o melhor que conseguimos, tendo em conta que eu estou em teletrabalho e que eles os dois têm atividades da escola para fazer e aulas online. E desde ontem, também a Telescola :)

Dito assim parece que tem sido pacífico, mas convenhamos! Só alguém muito ingénuo é que pensaria tal coisa!

Eles discutem imensas vezes (ainda há bocado parecia que se iam matar!), berram e batem-se como dois trogloditas, e eu às vezes passo-me e grito que nem uma histérica (tem dias em que sinto que me zanguei o tempo todo) e já houve outros dias em que me senti completamente derreada, como se tivesse sido atropelada.

O que sinto mais falta é da interação com pessoas adultas. Estando eu sozinha com eles, não lido com nenhum adulto. Falo com vários por telefone, sim, mas não é a mesma coisa. No entanto, tenho de confessar que há uma grande parte de mim que está a gostar de estar em casa com eles (esquecendo as circunstâncias, claro está). Cansa muito, é verdade, é dificílimo conciliar o trabalho, a escola deles e as tarefas domésticas, mas o facto de estar com eles mais tempo, poder lanchar com eles, almoçar com eles (sempre que está bom tempo almoçamos na varanda!), é um verdadeiro luxo! (e compreendam-me, digo isto pondo de parte o motivo que nos obriga a estar em casa, que é naturalmente dramático)

Em breve há-de voltar tudo à normalidade possível, se Deus quiser, e espero que isso aconteça o quanto antes (será muito bom sinal), mas tenho a certeza que vou ter saudades destes dias em que pude estar 24 sob 24 horas com os meus mais que tudo <3

sexta-feira, 17 de abril de 2020

Coisas boas da quartenta


Os meus fofinhos a posarem para a foto <3

Apesar do post anterior, a quarentena também tem as suas coisas boas. Como esta! :) Poder fazer uns scones a meio da tarde e poder saboreá-los, acabadinhos de fazer, com os meus fofinhos.

A confeção de uma receita fazia parte de uma atividade escolar e soube tããão bem!

quarta-feira, 15 de abril de 2020

Os meus filhos menosprezam-me!

Há uns tempos, ainda antes desta loucura epidémica, quando estava a chegar com eles da escola, o Gonçalo deixou escapar a bola enquanto saía do carro. Como a nossa rua é inclinada, a bola começou a rolar pela rua abaixo e eles ficaram histéricos. Pu-los no carro, disssse-lhes para eles não se mexerem e desatei a correr pela rua abaixo.

Foi uma bela corrida, mas lá consegui.

"Não sabia que sabias correr!" - disse-me o Francisco num misto de surpresa e admiração.

"Desde quando é que tens velocidade?" - perguntou-me o Gonçalo admirado.

(Os meus filhos são parvos!)

terça-feira, 14 de abril de 2020

Como não derreter?

Já começou com isto há uns dois meses, mas não me canso. O Francisco agora passa a vida a abraçar-me, do nada, e depois diz-me que a sua vozinha fofa de bebé:

"És a mamã mais fofa que eu conheço no mundo!" <3

Não se aguenta!!!

quarta-feira, 8 de janeiro de 2020

Ainda vou a tempo?




O rapaz já fez anos em setembro, mas na altura andava tão a mil que nem partilhei convosco o bolo que lhe fiz e que ele adorou. Não está perfeito, bem sei, mas deu-me um trabalhão e, no final, até fiquei satisfeita com o resultado e quis partilhar convosco (ainda que três meses depois lololol).

(a bem das verdades fiz-lhe 3 bolos, mas este foi o "oficial" :) )

quinta-feira, 26 de dezembro de 2019

Preocupações dos tempos modernos



Como já é tradição, na noite de Natal deixámos um pratinho com bolachas e leitinho para o Pai Natal e também uma cenoura para as renas.

Quando estávamos a preparar o "farnel", o Francisco mostrou-se preocupado com o facto de todas as crianças fazerem o mesmo.

"O Pai Natal assim vai ficar ainda mais gordo, mamã!", disse.

Já o Gonçalo, quando me viu a pôr o leite, normal, na caneca, acrescentou:

"Pois... e eu espero que ele não seja intolerante à lactose!"

(enfim... preocupações dos tempos modernos :D ou isso, ou tenho em casa dois futuros nutricionistas!)

quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

É que é cá de uma sensibilidade!!!


Na escola do Francisco pediram-me uma foto de quando ele era bebé e eu pus-me no computador à procura.

Estava eu embevecida e nostálgica a olhar para elas, quando o chamei.

"Este és tu, Francisco" - disse-lhe, apontado para o ecrã do computador, onde estavam várias fotos dele - "Já viste tão querido?! Tão pequenino... ", acrescentei, quase a babar.

Ele, alheio ao meu ataque de saudosismo, aponta para esta, que ponho neste post, e pergunta-me:

"Porque é que eu estava numa cama de cão?"

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

Para o Gonçalo, matemática não é para gente picuinhas

Estava a estudar matemática com o Gonçalo e às tantas chateei-me porque percebi que ele até entendia que raciocínio tinha de fazer "naquele" problema ou "naquela conta", mas como é um cabeça no ar acabava por errar o resultado final. Por exemplo, numa das vezes trocou os dois números do meio, num resultado com quatro algarismos, e, numa outra conta, o resultado final estava errado por dois números.

"Gonçalo" - disse irritada - "tens de prestar atenção! Não podes fazer tudo de cabeça no ar!"

"Também não percebo porque é que estás tão chateada!" - respondeu-me amuado e choroso - "Não precisas de ser tão picuinhas!!! Os resultados estavam quase certos!"

🙄



domingo, 24 de novembro de 2019

5 anos de ti!


Já são 5 anos! Uma mão cheia alegrias por te ter na minha vida. Por te termos nas nossas vidas.

Desde que nasceste que emanas uma energia única e mágica, que é capaz de deixar qualquer pessoa bem disposta. Desde pequenino que tens um sorriso fácil e uma doçura que encanta tudo e todos.

Amo-te muito, meu amor. Obrigada por tornares a minha vida muito mais feliz❤ 🎂

Parabéns!!!!!!!!! 🍾😍

sexta-feira, 22 de novembro de 2019

Se quiser alguém para aumentar a minha autoestima já sei com quem não posso contar

Volta que não volta os meus filhos querem-me arranjar namorados, mas não um qualquer. Eles (mais o Gonçalo) querem que seja um jogador de futebol. Ontem, era o Messi.

"Gonçalo, já te disse que o Messi não faz o meu estilo e, além disso, tem namorada." - disse-lhe eu. (na verdade, sei lá se ele tem namorada ou não, mas resolvi dizer que sim para ver se arrumava o assunto. Não resultou.)

"Está bem, mas se ela morrer podes ser namorada dele!" - respondeu-me (nada mórbido, o miúdo) e continuou.. e foi aqui que estragou tudo - "tinhas era de vestir um vestido giro e usar maquilhagem. Muita maquilhagem!"

"Porquê?! Estás a dizer que eu não sou gira sem maquilhagem?!" - perguntei num tom dramático.

"És, mãe" - disse-me condescendente - "mas tinhas de fazer alguma coisa para disfarçar esse sinal de cansaço nos olhos... e tinhas de de pentear também!"

"Pronto, está bem. Então mas se eu me penteasse, pusesse assim uma roupita gira, corretor de olheiras... achas na mesma que precisava de muita maquilhagem?!"

"Claaaaro, mãe! É o Messi! Um dos melhores jogadores do mundo!"

E foi assim que percebi que o meu filho acha, como se costuma dizer, que o Messi é areia de mais para o meu camião. Fiquei deprimida!

Raio do miúdo!

quinta-feira, 14 de novembro de 2019

Coisas que não têm preço

Estávamos os três à mesa, a acabar de jantar, quando o Gonçalo me disse:

"Estou a sentir uma coisa estranha, mãe..."

"Então, filho?" - perguntei, um tanto ao quanto preocupada.

Ele continou:

"Então diz-me lá como é que é possível eu ter saudades tuas, quando tu estás aqui mesmo, à minha frente?!"


Palavra que me vieram as lágrimas aos olhos!!!

<3 <3 <3


Ser mãe/ pai é uma experiência maravilhosa, isso já sabemos, mas também não há dúvidas de que é um desafio constante, que muitas vezs dá grandes dores de cabeça (sobretudo quando se é praticamente mãe/ pai solteiro). Mas depois há momentos como este, que fazem com que tudo o que às vezes parece difícil, pareça leve, como uma pena! <3

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Mãe é mãe

O Francisco está naquela fase mágica da descoberta. Anda "obcecado" com letras, palavras e sílabas e passa a vida a pedir-me para brincar com ele a jogos que impliquem que ele adivinhe palavras que comecem por uma determinada letra.

Há dias, estávamos nós num desses jogos, e a letra era a "S". Ele disse uma palavra, já não me lembro qual, e não lhe ocorria mais nenhuma, pelo que pediu a minha ajuda .

"Já sei!" - disse-lhe eu - "Como é que eu me chamo?"

Ele sorriu e respondeu-me todo confiante:

"Mãe Sofia!!!

❤😍

segunda-feira, 7 de outubro de 2019

A política e as afinidades

Ontem avisei os meus filhos que não havia desenhos animados ao final da tarde. Queria estar atenta às notícias, porque, expliquei-lhes, tinha havido eleições e queria saber quem ira ganhar e ser o novo primeiro-ministro.

Passado um bocado, ao jantar, perguntaram-me se já sabia quem tinha ganho e eu disse-lhes que sim. Expliquei-lhes que se confirmou o que se esperava e que o primeiro-ministro iria continuar a ser o António Costa.

Quando disse isto ao Francisco ele ficou visivelmente entusiasmado:

"Ahhh! Tenho um António Costa na minha sala!!!!"

Expliquei-lhe que não era esse! :D


sexta-feira, 4 de outubro de 2019

Tão ingénuo, o meu fofinho!

Estava no carro com o Gonçalo quando passámos por um outdoor com a imagem do João Félix; creio que era publicidade a um canal desportivo.

"Ó mãe" - disse muito espantado - "o João Félix é tão bom jogador e diz ali que só ganha 9,99 euros por mês!"

sexta-feira, 27 de setembro de 2019

Boas maneiras tecnológicas

O Francisco (4 anos) estava a dizer ao Gonçalo que quando tivesse um telemóvel ia levá-lo para a escola e depois ia ouvir músicas de futebol no youtube. O Gonçalo começou, então, a explicar-lhe que ele não podia usar o telemóvel na escola. Além disso, "como não tens dados precisas de wifi para acederes à Internet", explicou-lhe.

Nessa altura olhei para o Francisco e posso dizer-vos que se estivéssemos num desenho animado, em cima da cabeça dele iriam aparecer vários pontos de interrogação.

O Gonçalo continuou:

"Tu por acaso sabes qual é a password do wifi da escola?"

E a esta pergunta o Francisco respondeu muito hesitante e meio a medo:

"Por favor?"

😂😂😂




quinta-feira, 26 de setembro de 2019

As crianças são deliciosas

O Francisco adora jogar a um jogo comigo que consiste em eu ter de adivinhar qual é o animal de que ele me está a falar, com base numa pista que ele me dá. A nuance é que ele quer sempre que eu erre propositadamente, para ele se rir. Por mais tonto que isto possa parecer, não imaginam as gargalhadas que o jogo já nos proporcionou.

Da última vez que jogámos perguntou-me:

"Mamã, qual é o animal que tem uma borbulha nas costas?"

Fiquei aflita, porque sendo verdade que o objetivo é eu errar na minha resposta, desta vez estava mesmo a leste.

Depois de algumas perguntas percebi do que se tratava: era um camelo🐫!!!😂😂😂

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Contagem descrescente



Na segunda fará 9 aninhos, se Deus quiser, e anda há meses em contagem decrescente. Pergunta-me quantos dias faltam, fala-me mil vezes da festa, dos bolos que quer, quem quer convidar, pergunta-me quem confirmou...

O entusiasmo dele pelo dia de anos faz-me acreditar que ele é uma criança feliz e que se sente muito amado. E não há nada que eu, como mãe, mais queira! ❤😍

Arquivo do blogue

Seguidores