sexta-feira, 17 de abril de 2020

Teletrabalho e Tele-escola... e unicórnios!

E agora, segue um  beve resumo daquilo que têm sido os meus dias, enquanto TENTO trabalhar.


Francisco: O que é que diz este exercício, mãe?

Gonçalo: Mãe, não entendo o que é que pedem para fazer aqui.

F: Olha mãe! Fiz bem, não fiz?

G: Mããããããee! Isto não está a daaaaaar!!!!

F: E agora mãe, o que é que diz este?

G: Já fiz este trabalho. O que é que faço a seguir?

F: Consigo pintar muito bem, não consigo mãe?

G: Mããããããe, a Internet parou!!!

F: Achas que desenhei bem esta cara, mãe?

G: Podes vir corrigir o que fiz?

F: Podes ajudar-me a fazer isto?

G: Como é que se escreve (uma palavra qualquer)?

F. E este mãe? O que é que diz este?

G: Tenho uma dúvida! Podes vir ajudar-me?

(...)

E é isto o DIA TODO! Chego a demorar meia hora para conseguir ler dois parágrafos. DOIS PARÁGRAFOS! E não, não estou a exagerar. Estruturar um mail então, é uma odisseia! É que entre estas interrupções constantes, está o acompanhamento de atividades do Francisco, leitura de ditados ao Gonçalo, chamadas no Zoom, Teams e mais o caraças, gravações de vídeo de exercícios orais para enviar à professora...

Mas uma coisa é certa. Se sair desta quarentena sã, tudo o que vier a seguir será feito com uma perna às costas! :D

Sem comentários:

Publicar um comentário

Arquivo do blogue

Seguidores