Mostrar mensagens com a etiqueta Graças para recordar. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Graças para recordar. Mostrar todas as mensagens

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Um olhar inesquecível


Tenho uma memória péssima. Esqueço-me dos nomes das pessoas, por mais que adore um livro ou um filme se for preciso não me lembro da história meio ano depois... sou péssima! 

Mas há coisas que não esqueço. E normalmente isto acontece com as coisas boas.

Este olhar do Francisco é uma dessas situações. Acho que nunca o esquecerei, por mais anos que viva. Ele reaviva tantas memórias boas! Faz vir ao de cima tantos sentimentos bons!!!

Tenho saudades de quando eles cabiam todos no meu colo. Tenho saudades deste olhar... ainda que, no caso do Francisco, ainda consiga ver no olhar dele a importãncia suprema que ele me dá. O Gonçalo já está noutra fase :)

É assim. O tempo não pára :)

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

The best of!

Estava aqui a pensar... as férias de verão foram há meia dúzia de dias, mas parece que já lá vai uma eternidade!!! E bem sei que disse que foram cansativas até à última casa, porque foram, mas já tenho taaaaaantas saudades!!! De estar com eles sem horas para tudo! 

Os meus doidos... os meus amores :)




quinta-feira, 13 de setembro de 2018

As fotos das férias (lado B)

Sei que sou suspeita, mas acho os meus filhos giros e fofos. Pronto, acho! No entanto, tirar fotos bonitinhas com eles, daquelas para pôr nas molduras lá de casa, é quase tão difícil como ganhar o Euromilhões!

Quando lhes peço para tirarem uma foto não páram quietos, quando um resolve fazer o que lhe estou a pedir, o outro faz caretas, ou vice-versa, há sempre um que não quer tirar fotografias (e eles intercalam, não é sempre o mesmo)... enfim... resumindo, não poderei nunca ter um daqueles blogs com fotos em que os filhos aparecem a fazer pose, todos colaborantes, simpáticos e catitas.

Só para perceberem do que estou a falar, deixo-vos apenas uma pequena amostra daquelas que gosto de chamar de "fotos das férias, lado B" :)

Neste caso, para além de um deles estar a fazer caretas, o outro está-me, literalmente, a abalroar!
Isto mais parece um "moche" mal feito!
Aqui parecemos uns maluquinhos e o Francisco achou que eu ficava melhor despenteada!
Como veem, há sempre um que resolve não fazer o combinado. A ideia era o Gonçalo também estar a mandar um beijinho, mas pronto... é um rebelde :)
Palavras para quê?



terça-feira, 11 de setembro de 2018

O lado bom das fotos impressas

Estava a arrumar umas coisas em casa quando encontrei umas fotos minhas de quando estava grávida do Francisco. Delirei a vê-las. Deu-me aquela nostalgia boa... Ver-me grávida, ver o Gonçalinho, na altura com quatro aninhos acabados de fazer...

Estava tão deliciada, que quis partilhar o meu saudosismo com eles e chamei-os, para verem as fotos comigo. E foi então que aconteceram duas coisas muito engraçadas. O Francisco começou a fazer birra porque não estava nas fotos (e por mais que lhe explicasse que ele estava dentro da minha barriga, ele não quis saber disso para nada), e o Gonçalo, cada vez que eu passava uma foto em que ele estava, perguntava-me se era ele ou se era o irmão :)

Tendo em conta que já me cheguei a sentir mal comigo mesma por não saber distinguir os meus próprios filhos, quando pego em algumas fotos com alguns anos, fico mais descansada quando os próprios também ficam confusos :)

terça-feira, 4 de setembro de 2018

Agora sim!


E eis que no domingo voltou tudo a ser como deve. O Gonçalo regressou das férias com os avós e, apesar disso significar o regresso da canseira, trouxe consigo uma enorme sensação de conforto. Como se as peças tivessem voltado ao seu lugar. Porque no fundo é disso que se trata; o nosso lugar é juntos, os três.


quarta-feira, 29 de agosto de 2018

A ingenuidade é linda!!

Tenho em casa um daqueles kits de magia, com varinha, copinhos, cartas...

No outro dia o Francisco queria fazer uma magia e pediu-mo. Lá foi à vida dele, fazer o espetáculo, até que aparece ao pé de mim com um copinho numa mão e a varinha na outra, e diz-me super desiludido e triste:

"Mamã, não sai daqui do copo nenhum rinoxonte (rinoceronte)."

(acredito que deve ter visto isso acontecer em algum desenho animado, mas achei delicioso <3)

quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Irmão mais novo sofre!

Esta manhã, mal abrimos as janelas, deparámo-nos com nevoeiro.

Estava eu a preparar as coisas para sairmos, quando ouço o Gonçalo dizer ao irmão:

"Hoje não devias ir à escola. Se respirares o nevoeiro vais ser atacado por uma neurotoxina, e depois vais transformar-te num zombie!"


(Escusado será dizer que logo a seguir tinha o Francisco a dizer-me que não queria ir à escola hoje!)

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

A Maya que não leia isto!

Não sei como é que a conversa começou. Sei que a minha mãe estava a falar com o Gonçalo sobre signos.

A minha mãe enumerou alguns e ele perguntou-lhe qual era o signo dele. Eu, que estava a ouvir, respondi que ele era virgem.

Ele calou-se um bocado, o que é raro, e voltou a perguntar:

"Virgem? Que animal é esse?"

Ainda não estávamos refeitos das gargalhadas que ele nos proporcionou, quando ele quis saber o signo do irmão.

"É sagitário." - esclareci.

Ele desata a rir e eu, como não percebi porquê, perguntei-lhe qual era a graça. Ao que ele me responde ainda a rir com gosto:

"Vou contar ao Francisco que o signo dele é sanitário!"


Moral da história: astrologia não é com ele!


quinta-feira, 16 de agosto de 2018

Perdoem-lhe as Cristinas!

Há uns tempos, o Gonçalo veio-me com uma expressão horrorosa. Daquelas que não sabemos de onde vêm, porque não lhes ensinamos essas coisas (mas vêm!).

Ele estava com o irmão e queria que eu lhe fizesse cócegas debaixo dos braços. Não vai de modas e pede-me para lhe fazer "cócegas nos sovacos".

Fiquei para morrer!

Lá expliquei aos dois que aquela era uma expressão feia, que não se dizia, que o educado nessa situação era dizer "debaixo dos braços" ou, quanto muito, axilas.

Aquilo passou.

Há dias, o Francisco veio ter comigo e pede-me:

"Mamã, faz-me cócegas nas cristinas!"

Uma mãe é sempre uma espécie de canivete suíço (para os filhos)

É já um clássico, verdade? E só vem provar que uma mãe tem variadíssimas utilidades para um filho. Ao ponto de até servir de toalha de praia / colchão :) <3





terça-feira, 31 de julho de 2018

Se é assim está bem!

Fui buscar o Francisco à escola e, a caminho de casa, começámos a conversar sobre o nosso dia. A dada altura ele conta-me que tinha estado a brincar com o amigo, a "fazer comidas com terra".

Sorri, comentei que deve ter sido muito engraçado, até que me lembrei de perguntar:

"Mas não puseste a terra na boca, pois não? Foi só a brincar, não foi?"

"Não, não pus na boca." - respondeu-me num tom tranquilo. E acrescentou:

"Foi xó na língua!"

quinta-feira, 12 de julho de 2018

Um programa "altamente"!

Há dias fui com eles ao "Cantinho dos Póneis", em Sintra. O Francisco tinha-me dito que gostava muito que o levasse a um sítio onde pudesse andar de cavalo e eu já tinha visto qualquer coisa sobre este espaço. Procurei na internet, liguei para lá, marquei e fomos.

Foi uma tarde super bem passada e eles adoraram. Aliás, o espaço é giríssimo tanto para eles, como para nós!

A quinta tem vários animais: póneis (como não podia deixar de ser :) ), ovelhas, cabras anãs, coelhos anões, galinhas, vacas, alpacas, dromedários, cangurus anões, veados anões... eu sei lá! E eles não só veem estes animais, como os podem alimentar à mão, aprender mais sobre eles e, claro, andar de pónei :)

Não sai propriamente barato para quem tem mais que um filho. Compreendo o preço, afinal de contas manter um espaço destes deve sair bastante caro, mas acaba por ser um programa que pode não ser acessível a todas as bolsas: custa 15 euros por criança (a partir de um ano já pagam), se bem que cada bilhete dá direito a dois adultos.

Se puderem vão lá com os vossos filhotes, porque é garantido que eles vão adorar :) É que não há como não gostarem :)












segunda-feira, 9 de julho de 2018

O amor é assim!

Há fins-de-semanas assim. Que quando acabam nos deixam a sensação de que o aproveitámos ao máximo.

Este que passou foi um deles.

Sim, houve momentos de stress, e sim, eles chagaram-me a cabeça como fazem sempre, mas o que realmente contou e prevaleceu foi a sensação de coração cheio que só estes dois me conseguem proporcionar <3

(e é nestas alturas que sinto, ainda com mais intensidade, que o amor que sinto por eles não me cabe no peito!)


Tem que haver sempre a "foto da careta"...
... e da "cara séria" :P





sexta-feira, 29 de junho de 2018

Anda uma mãe a criar um filho para isto!

Há dias fomos os três passear e estava imenso calor. Comentei isso com o Gonçalo.

"Eu sei fazer leques mãe. Se quiseres faço-te um." - disse-me.

Ainda eu não tinha tido tempo de lhe agradecer a simpatia, quando ele remata.

"É 1 euro! E se for com um desenho abstrato é mais caro."

:)

terça-feira, 26 de junho de 2018

Foi uma animação


O jogo de ontem teve para mim um gostinho especial, porque o vi com os meus filhos e, garanto-vos, foi uma animação.

Tivemos pizza e cachorro quente, eu bebi uma cervejinha e eles um sumo, e comemorámos o golo do Quaresma em histeria total. O Francisco ria que nem um desalmado com a loucura do irmão e eu ria-me com a maluqueira dos dois.

Apesar do Irão ter marcado, até nessa altura me ri, já que o Francisco, que ainda não percebe isto do futebol, resolveu comemorar também aquele golo! :)

Viva Portugal!

terça-feira, 19 de junho de 2018

Cada um com a sua pancada

Diz-se que as meninas são vaidosas e isto e aquilo, mas acreditem que não são só elas.

Todas as manhãs, já sei que vou perder pelo menos 5 minutos para o Francisco escolher os sapatos que quer levar. E acho que só não acontece o mesmo com a roupa porque o pólo é da escola e as calças ou calções têm que ser azuis, caso contrário acho que tinha que acordar meia hora mais cedo só para o menino escolher o modelito :P

Ainda assim, já percebi que o que ele gosta mesmo são sapatos.

Enfim... cada um com a sua mania!

sexta-feira, 1 de junho de 2018

No Dia da Criança, esqueçam as prendas. Vamos dar-lhes tempo de qualidade

A qualidade das fotos é para lá de má, mas mesmo assim o que interessa passar está lá <3
O nosso Dia da Criança começou a ser comemorado ontem, aproveitando o facto de ser feriado). 

Perguntei-lhes o que é que eles queriam: que lhes desse um brinquedo, sendo que eles já têm centenas, ou se preferiam que, com esse dinheiro, fôssemos passear, almoçar fora e passar um dia diferente. 

Eles nem hesitaram: ganhou o "tempo de qualidade" (o tal, que dizem que as crianças (e os pais) sentem cada vez mais falta! O tal, que não devia existir como "prenda", mas que numa sociedade em que andamos sempre a correr e em que a parentalidade é tão secundarizada/ esquecida no mundo laboral, quase que o passou a ser).

Então lá fomos ontem ao parque, jogar à bola, à apanhada... Brincar.

A felicidade estava estampada no rosto deles e era visível a léguas e, para uma mãe, isto é tudo o que vale e interessa.

Mais logo também nos vamos divertir mas, sobre isso, conto-vos depois :)

Feliz Dia da Criança para os vossos meninos :*

terça-feira, 29 de maio de 2018

Arte com amor


O Gonçalo adora pintar com aguarelas (coisa que já partilhei aqui no blog). Ele diz que um dia vai expôr as pinturas dele numa galeria e vendê-las por muito dinheiro :)

Há tempos a minha mãe pediu-lhe uma das suas "obras" e ele lá lhe deu (até fiquei admirada como é que não lhe cobrou por ela). Este fim-de-semana, quando fomos a casa dos meus pais, lá estava ela, em destaque, pendurada na parede da sala!

Adorei e ele também. E é, sem sombra de dúvida, uma ideia bem gira :)

segunda-feira, 21 de maio de 2018

São mesmo as pequenas coisas que mais contam e que mais ficam na memória e no coração


"Isto é um coração gigante, que diz que a forma que eu gosto de ti é mais forte do que a força do Big Bang."

A mensagem é do Gonçalo e é dirigida a mim.

A letra pode não ser bonita e a frase pode não estar 100% correta gramaticalmente, mas, perante uma mensagem destas, só interessa mesmo o conteúdo e a intensidade com que ele chegou ao meu coração. 

Para perceberem um pouco melhor, posso dizer-vos que esta frase tem um significado ainda maior do que aquele que possa parecer evidente.

Tinha o Gonçalo meses, dias talvez, quando lhe disse pela primeira vez que o amor que eu sentia por ele era mais forte do que a força do "Big Bang". 

Depois de tanto repetir esta frase, lembro-me dele, talvez com os seus 4 anos, talvez menos (não sei precisar) me ter perguntado o que é que ela significava e de eu lhe ter explicado.

Ainda hoje, volta que não volta, lhe digo esta frase, mas com o tempo fiquei com a sensação que ele não ligava. Que me ouvia, mas lhe passava ao lado o seu real significado.

Este "recado" veio mostrar-me que estava enganada. Ele não só presta atenção, como tem bem consciência do seu significado. Mais. Veio mostrar-me, mais uma vez, que são de facto as pequenas coisas, mas cheias de simbolismo e signicado emocional, que prevalecem na memória e no coração. 

Quem sabe se um dia ele não dirá aos filhos dele: "como diria a tua avó, o meu amor por vocês é mais forte do que a força do Big Bang!"

<3

Arquivo do blogue

Seguidores